Chatres, o esplendor da arte medieval na França

11 de fevereiro de 2019
Irineu Ramos

A chegada a Chatres é emocionante. A primeira visão que se tem da estrada são as grandiosas torres da catedral. Esta imagem é a mesma que encantou personalidades célebres na história e que são lembradas nos livros das escolas.

Imagine a peregrinação de religiosos e devotos durante os séculos. Esta é a sensação que o visitante tem.

A cidade não é grande. Fácil de circular à pé uma vez que todas as atrações estão próximas uma das outras. Se preferir, a malha viária é bastante acessível para quem se dispuser a alugar bicicletas. O local é convidativo para essa atividade.

A catedral abriga o véu que acredita-se ser de Maria, mãe de Jesus, que a cobria na hora do parto. O véu não teria sido destruído pelo que consumiu boa parte da Catedral nos seus primórdios. Esta peça não está mais exposta.

Chatres fica às margens do rio Eure, sobre a extensa planície de Beauce, no departamento de Eure-et-Loire, e a apenas 75 quilômetros de Paris. A catedral em estilo gótico é o primeiro dos 35 patrimônios mundiais da UNESCO na França. A construção teve início em 1145 e reconstruída após um incêndio em 1194. A consagração aconteceu em 1260.

Caminhar por suas ruelas é dar um mergulho na história e vir à tona no período medieval. Observar as construções do centro histórico, trechos de muralhas e a catedral instiga inspirações de poesia, romantismo e cultura geral.


VEJA também NO LPM!