Os poemas de uma vida

10 de setembro de 2018
Suzane Hammer

          

“Não dá para colocar a vida em um poema, mas dá pra colocar muitos poemas em uma vida.”

Dona Francisca é uma senhorinha de cabelos prateados. Cabelos que adornam um rosto, que marcam sua história, suas alegrias, suas tristezas e grande sabedoria.  De sorriso sereno e simpatia, encanta quem ouve seus versos sobre sua pequena e encantadora Vila de Paranapiacaba.  

Lendária moradora da pequena e histórica Vila de  Paranapiacaba, com seus 88 anos recebe visitantes em sua pequena loja de artesanato com um sorriso terno e cativante. Com calma e sabedoria, de versos, peomas e prosas, recita sua mais famosa poesia sobre a pequena cidade que guarda relíquias da era dourada das estradas de ferro.

 

Seus pais conheceram o apogeu da estrada de ferro no final do século XIX e seus olhos viram a decadência na década de 1940, quando terminou o período de concessão da São Paulo Railway Co. Mas é com carinho e paciência que ela divide suas histórias com todos que a conhecem e não tem como não se apaixonar por esses olhos brilhantes e sorriso encantador.

Conheça Dona Francisca e seus poemas:

VEJA também NO LPM!