Conheça mais sobre o Ecoturismo em Bonito/Serra da Bodoquena

15 de maio de 2023
LPM

Ecoturismo em Bonito? Uma das principais regiões de natureza do Brasil, Bonito/Serra da Bodoquena é considerado pólo do Ecoturismo no país. O local está em uma área de transição entre a Mata Atlântica e o Cerrado no estado do Mato Grosso do Sul, trazendo uma enorme biodiversidade de diferentes aspectos. 

Composta pelas cidades de Bela Vista, Bodoquena, Bonito, Caracol, Guia Lopes da Laguna, Jardim, Nioaque e Porto Murtinho, o planalto surpreende cada visitante com a ampla oportunidade de experienciar momentos únicos junto à natureza.

O Ecoturismo consiste em alinhar a aventura de visitantes com a preservação ambiental. Ordenar gestão pública com propriedades privadas focadas na sustentabilidade de seus atrativos. Essa foi se não a, uma das principais características que transformaram a região para ser hoje destaque do turismo mundial.

Mundial, pois Bonito foi certificado com o primeiro selo de destino turístico do mundo Carbono Neutro, concedido pela organização Green Initiatives em 2022, reconhecido pela Nações Unidas, pelo compromisso de diminuir a emissão de carbono por meio de diretrizes e objetivos de desenvolvimento da ONU. Um importante marco para o destino e para o Brasil, onde mostra a força e empenho de organizações e empresas em proteger a maior riqueza que temos no país e estado, a natureza. O destino também visa a redução da produção de lixo e substituição do plástico, ações que vão se tornando regra e cultura do local para as próximas gerações.

Já para o cenário brasileiro, a região já foi eleita pela revista Viagem e Turismo em um dos principais e mais relevante prêmios do turismo brasileiro, por mais de 16 vezes, como o melhor destino de Ecoturismo brasileiro.  Selecionado por um júri especializado da revista e pelo seus leitores, são levados em consideração os destinos, produtos e experiências, serviços e infraestrutura tanto para visitantes nacionais, quanto estrangeiros. Uma outra premiação importante foi em 2013, pela organização World Responsible Tourism Awards, de turismo responsável.

E isso impacta como é coordenado a estrutura de visitantes para os principais atrativos naturais de Bonito/Serra da Bodoquena. De responsabilidade administrativa da prefeitura de Bonito estão o Balneário Municipal e a Gruta do Lago Azul (cartão postal de Bonito). Grande parte das demais atividades estão em propriedades privadas que controlam o acesso para permitir o turismo sustentável. 

Esses passeios privados precisam ser agendados com antecedência junto a agências de viagens, pois são controlados números de visitantes por dia e sempre será obrigatório a presença e acompanhamento de um guia turístico local. Essa medida foi tomada ainda no ano de 1995, momento onde a região estava se desenvolvendo para o turismo.

Conheça mais as Experiências do Ecoturismo de Bonito

Das mais variadas opções de lazer e aventura, a natureza e sua forma preservada estão sempre em destaque. Como comentado acima, devido à sua localização entre matas, a fauna e flora do destino abrangem uma vasta possibilidade de atrativos naturais. Rios de água doce, águas cristalinas, cachoeiras, grutas, cavernas, dolinas, abismos… Bonito/Serra da Bodoquena é cortado por vários rios, como: Rio Formoso, Rio Sucuri, Rio da Prata, Rio Mimoso, Rio Perdido e alguns outros que foram cachoeiras e piscinas naturais que chamam a atenção de pessoas do mundo inteiro.

Essa diversidade também garante diversos tipos de práticas. Sempre acompanhado de trilhas floresta adentro, algumas regiões são mais propícias para flutuação, snorkel e contemplação da natureza, outras para mergulho, canoagem, passeios de bote, rapel, escalada e arvorismo.

A observação da rica vida aquática nas nascentes e águas cristalinas (como o mergulho e flutuação)  é marca registrada de atividades de Bonito. Locais como o Recanto Ecológico Rio da Prata, Aquário Natural (localizado na Reserva Ecológica Baía Bonita), o passeio Nascentes da Serra/Rio Azul e Rio Sucuri recebem atenção quando o assunto é flutuação. 

Já na atividade de mergulho há dificuldades diferentes. Há passeios para aqueles que nunca tiveram contato com a atividade, e há alguns passeios que exigem certificados de mergulho (mas podem ser feitos no próprio destino). Algumas regiões são mais buscadas, como é o caso da Gruta do Mimoso, o próprio Rio da Prata, no Abismo Anhumas e a Lagoa Misteriosa. 

Ela leva o nome de misteriosa por não se saber ao certo até onde vai sua profundidade. O ponto mais fundo até hoje registrado por mergulhadores foi de 220 metros. A Lagoa Misteriosa também está localizada no Recanto Ecológico Rio da Prata.

Outro tipo de atração de observação da fauna, fica há 50 quilômetros de Bonito. Chamado de “Buraco das Araras” é uma dolina, enorme depressão gerada  através da dissolução química de rochas calcárias abaixo da superfície. E se transformou em lar e habita natural para araras vermelhas, o passeio conta com trilhas para o birdwatching.

E como comentamos também sobre cachoeiras e grutas, podemos destacar a maior cachoeira do Estado, localizada ao pé da Serra do Bodoquena, está a cachoeira Boca da Onça, com mais de 156 metros de queda d’água. Também  há um complexo chamado Parque das Cachoeiras, que possui ao todo sete cachoeiras distintas às margens do Rio Mimoso.

Falando em Rio Formoso, o local conta o complexo Eco Park Porto da Ilha, onde seus três hectares são buscados por passeio de caiaque, bote e boia cross e stand-up paddle

E o destaque para as grutas, há apenas três opções abertas à visitação. Há dois tipos, as secas e as alagadas. As Grutas de São Miguel ( Localizada na Reserva Natural Parque Ecológico Vale Anhumas) e São Mateus (gruta mais próxima ao centro de Bonito) são secas, sendo apenas passeios de visitação. Inclusive, na Gruta de São Mateus funciona o Museu Cultural Kadiwéu, onde estão em exposição peças da cultura indígena do Estado. E a alagada, é a Gruta Lago Azul, tombada pela UNESCO como Patrimônio Natural da Humanidade.

Quer saber mais sobre a região de Bonito/Serra da Bodoquena no Mato Grosso do Sul, acesse aqui a página oficial VisitMS

VEJA também NO LPM!