Campo Grande a mistura entre a natureza e o espaço urbano

17 de julho de 2023
LPM

Campo Grande é a capital do estado do Mato Grosso do Sul e combina uma mistura muito interessante entre a natureza, principal protagonista do destino, com sua infraestrutura muito bem projetada para receber e oferecer diferentes experiências em seu espaço urbano para os visitantes.

Também conhecida como Cidade Morena por conta da cor de terra avermelhada/marrom, conta com uma população de mais de 885 mil habitantes e é considerada porta de entrada e ponta pé inicial de viajantes para todos os outros destinos e rotas turísticas do estado.

Inserido dentro da Rota Caminho dos Ipês, Campo Grande tem ruas bem largas e uma das capitais mais arborizadas do país, com isso, a vida de sua fauna também é bastante presente na capital, onde habitantes convivem tranquilamente com diferentes espécies de animais, como araras, tucanos e capivaras em seus parques. 

Falando em parques, Campo Grande conta com algumas opções de parques urbanos que contam muito sobre sua história. O Parque das Nações Indígenas está na lista dos maiores parques urbanos do mundo, com seus impressionantes 119 hectares de tamanho. Com caminhos para trilhas, pistas para esportes radicais, também é local de três museus de muita importância para a cidade: o Museu de Arte Contemporânea, o Museu do Índio e o Museu de História Natural.

Dentro do Parque das Nações Indígenas também está situado o Museu das Culturas Dom Bosco, uma imersão à cultura local, com um acervo de coleções e objetos indígenas de povos originários do estado. 

Ainda dentro do Parque, também está o maior aquário de água doce do mundo. O complexo Bioparque Pantanal tem 19 mil m² de área, com cerca de 32 tanques que comportam mais de 230 espécies de peixes, sendo mais de 80% desses peixes, oriundos do próprio Pantanal sul-mato-grossense. O aquário ainda abriga espécies de outros continentes, com a intenção de mostrar outros tipos de ecossistemas.

Outro importante parque de Campo Grande, é o Parque dos Poderes. Construído em 1982 para ser o centro administrativo Executivo, Legislativo e Judiciário do estado. Recém revitalizado, ganhou uma nova ciclovia e academias a céu aberto, todos para uso da população, além também de pistas para caminhadas e corridas. 

O Parque dos Poderes é um grande exemplo dessa mistura entre uma natureza exuberante, protegida, com hábitos e atividades rotineiras da cidade grande.

Ainda misturando a natureza com o espaço urbano, estão as praças. Como é o caso da Praça das Araras e Praça Pantaneira. As duas praças contam com esculturas animais que chamam a atenção para fotos e curiosidades locais, atraindo famílias e/com crianças pequenas que desfrutam da praça.

Já contamos por aqui sobre a riqueza da cultura sul-mato-grossense, o estado é rico em misturas de culturas e história, sendo possível encontrar oportunidades de atividades que passeiam por todo esse desenvolvimento. 

A Morada dos Baís é um ponto histórico de Campo Grande, umas das primeiras construções em alvenaria, erguida entre 1913 e 1918 serviu como residência para a família de Bernardo Franco Baís, primeiro prefeito eleito de Campo Grande. Atualmente, o prédio tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Cultural de Campo Grande, funciona como espaço cultural e gastronômico com música ao vivo nos barzinhos com comida típica do estado e ações culturais como oficinas e exposições de arte.

Outro museu de Campo Grande com foco cultural, o MARCO (Museu de Arte Contemporânea) tem cerca de 4 mil m², abrigando obras da Pinacoteca Estadual e algumas outras doações locais que contribuem para fomentar as artes plásticas no estado. Com mais de 900 obras expostas também tem uma área destinada à educação, onde palestras e oficinas sobre artes plásticas são realizadas. 

Ainda dentro do lado cultural de Campo Grande, tem o Mercadão Municipal, você encontra uma variedade de ingredientes locais, como ervas, frutas, carnes e peixes, temperos, produtos a granel, além de produtos para montaria e agropecuária. 

Importante pólo econômico não só local, mas nacional, a capital oferece inúmeras experiências para diferentes tipos públicos, sendo atrativo para todas as idades e gostos. Além do Ecoturismo e turismo rural, Campo Grande também é ótimo anfitrião de eventos e negócios.

A capital recebe diversas feiras, eventos e exposições agropecuárias, se tornando agenda oficial de feiras de agronegócios e congressos sobre o tema no Brasil.

Para mais informações sobre o Mato Grosso do Sul e suas principais atividades e atrações, acesse o site: https://www.visitms.com.br/istoems/

Esse conteúdo é uma parceria com a Fundação de Turismo do Mato Grosso do Sul

VEJA também NO LPM!